Em formação

Quais são os graus de OP de alimentos para cães?


A Association of American Feed Control Officials (AAFCO) rege a rotulagem de alimentos para animais de estimação. A AAFCO emite periodicamente uma publicação oficial (OP) contendo orientações sobre rotulagem, permitindo que os fabricantes classifiquem seus alimentos em relação a uma série de padrões nacionais.

Nome do produto e destinatário pretendido

A estrutura para nomear um produto de ração para animais de estimação tem o objetivo de evitar declarações falsas e enganosas. Por exemplo, para que o nome de um produto contenha o termo “alimento para carne”, a AAFCO exige que o produto contenha uma porcentagem mínima do produto nomeado. Essa porcentagem, de acordo com a Food and Drug Administration, é de 95%. Se o alimento contiver uma porcentagem inferior, deve ser denominado "receita de carne" ou "com carne" O nome do produto também deve indicar para qual animal o alimento se destina. Por exemplo, “comida de vaca para cães”.

Qualidade Líquida

O grau de qualidade líquido exige que os fabricantes exibam em destaque, no terço inferior da embalagem, o peso total dos alimentos dentro da embalagem. Isso deve ser anunciado em medidas imperiais e métricas. Isso ocorre para que o cliente possa fazer uma suposição precisa sobre quanto do produto ele precisa.

Análise Garantida

"Análise garantida" refere-se ao processo no qual os nutrientes são medidos. Para que a embalagem faça declarações sobre proteínas, fibras, umidade e outros elementos-chave de um produto, o produto deve ter passado por um processo de análise aprovado pela AAFCO. Se um fabricante deseja alegar que um produto é “rico em cálcio”, por exemplo, o processo de análise deve provar que isso é verdade.

Declaração de ingredientes e análise nutricional

Este critério de classificação exige uma lista de ingredientes, publicada em ordem decrescente de peso. Não exige que a porcentagem de cada ingrediente seja listada, pois isso revelaria efetivamente a receita. AAFCO também designa quais nomes devem ser usados ​​para determinados produtos. Isso evita que os fabricantes usem nomes incomuns para subprodutos ou ingredientes indesejáveis.

Adequação Nutricional

Para que os alimentos para animais de estimação sejam anunciados como “completos”, “balanceados” ou “para filhotes”, o processo de análise garantido deve comprovar os benefícios nutricionais. Este critério de classificação é projetado para evitar que os fabricantes façam alegações infundadas sobre a qualidade nutricional de seus produtos.

Instruções de alimentação

Se uma certa quantidade de produto por dia é necessária para atender às alegações nutricionais feitas, as instruções de alimentação devem ser anunciadas na embalagem. Por exemplo, se um produto alega conter “nutrição completa para cães”, o volume mínimo de ração necessário para entregar em função dessa afirmação também deve ser anunciado. Por exemplo, “feed [quantidade de produto] por [número de libras].” As guloseimas, desde que não sejam anunciadas como “completas” ou “balanceadas”, não precisam ter instruções de alimentação.

Nome e endereço do fabricante

Além de permitir que os clientes entrem em contato com o fabricante, essas informações são necessárias para mostrar que o fabricante final do produto se anuncia como fiador das alegações feitas na embalagem. Este é um requisito legal, já que algumas marcas de alimentos usam um fabricante terceirizado.

Referências


Assista o vídeo: 12 Coisas Perigosas Que Você Faz Com o Seu Cachorro Sem Nem Se Dar Conta (Outubro 2021).

Video, Sitemap-Video, Sitemap-Videos