Em formação

Efeitos colaterais de cães que tomam penicilamina


Altas concentrações de cobre liberadas na corrente sanguínea de um cão podem causar uma doença inflamatória conhecida como "doença hepática (hepática) associada ao cobre". Bedlington terriers, assim como dálmatas, corgis, Labs e dobermans, são propensos a essa condição e geralmente são tratados com penicilamina, uma droga que pode causar efeitos colaterais.

Visão geral da prescrição

Apesar da semelhança de seu nome com o conhecido antibiótico penicilina, a penicilamina é um subproduto da penicilina sem nenhuma propriedade antibiótica. É um conhecido agente quelante, um composto químico usado para reter ou remover metais pesados, como cobre, chumbo, ferro e mercúrio, do corpo. A penicilamina é registrada para uso apenas em humanos, mas os veterinários freqüentemente a prescrevem para animais como um medicamento "extra-rótulo" (usado de uma maneira que não está de acordo com a rotulagem aprovada).

Usos da penicilamina

Mais comumente, a penicilamina é usada para tratar doenças hepáticas associadas ao cobre em cães. Os sintomas podem incluir icterícia, gengivas pálidas, letargia, falta de apetite ou urina com coloração anormal. A penicilamina também é usada no tratamento de envenenamento por chumbo, que pode vir de tinta com chumbo, lascas de tinta ou outras fontes de chumbo, como encanamentos e materiais de telhados. O medicamento também é prescrito para pedras nos rins e na bexiga causadas por uma anormalidade no metabolismo da cistina.

Efeitos colaterais

Embora a penicilamina geralmente seja segura quando prescrita por um veterinário, ela pode causar alguns efeitos colaterais, como náuseas e vômitos. Cães alérgicos ou sensíveis a drogas não devem tomar penicilamina. As interações com outros medicamentos, como antiácidos, azatoprina e ciclofosfamida, também podem ser problemáticas. As cadelas grávidas não devem tomar penicilamina, pois é conhecida por causar defeitos congênitos. Os efeitos colaterais raros incluem febre, insuficiência renal, reações na pele ou doenças do sangue.

Precauções

Sempre consulte um veterinário antes de dar penicilamina a um cão e sempre siga as instruções de dosagem conforme prescrito. Geralmente, o medicamento é administrado por várias semanas a meses como um tratamento quelante. A prescrição completa deve ser sempre dada ao longo do tratamento. Se o cão parecer se sentir melhor, não pare o medicamento, pois pode causar uma recaída.

Referências

Recursos


Assista o vídeo: 3 medicamentos que você nunca deve dar ao seu cachorro (Janeiro 2022).

Video, Sitemap-Video, Sitemap-Videos